Toxina Botulínica

Aplicação de Toxina Botulínica

A Toxina Botulínica (Botox) trata as rugas entre as sobrancelhas (glabela), as linhas ao redor dos olhos (pés de galinha) e da boca, as rugas da testa e do queixo, os vincos e linhas horizontais que se formam no pescoço. Todas as rugas dinâmicas – aquelas que aparecem quando franzimos a testa ou sorrimos – podem ser tratadas com a Toxina Botulínica. Além disso, o Botox tem o poder de levantar a região das sobrancelhas e de diminuir o excesso de pele da pálpebra superior, efeitos que rejuvenescem o olhar.

Dra. Camila Almeida

Médica Dentista

Instituto Universitário Egas Moniz

Tese de Mestrado em Aplicação

de Toxina Botulínica na

região do pescoço.

Contacte-nos, faça a sua marcação!

As respostas às suas dúvidas!

A Toxina Botulínica é indicada para o tratamento de rugas dinâmicas, marcas de expressão, para mudar o desenho das sobrancelhas (arqueamento) e suor excessivo (hiperidrose). As rugas dinâmicas são aquelas formadas pela contração muscular, como os pés de galinha e linhas da testa.

A Toxina Botulínica trata pés de galinha rugas entre as sobrancelhas e linhas na testa. Também é possível arquear sobrancelhas.

Não. A Toxina Botulínica não é usada nestes casos. O tratamento bigode chinês ou sulco nasogeniano (SNG) é feito com outro tipo de tratamento, como os preenchimentos.

Os músculos faciais contraem-se quando recebem ordens de uma substância chamada acetilcolina. A Toxina Botulínica age bloqueando a ação desta substância, somente na área que recebeu a aplicação. Quando não existe a contração do músculo não há formação de rugas. Já no caso da sudorese excessiva, ela age bloqueando o estímulo do suor nas glândulas sudoríparas das axilas.

Geralmente o tratamento feito com Botox dura entre 4 a 6 meses. Em homens consideramos 4 meses, já que possuem a musculatura maior e mais forte que as mulheres.

O procedimento é feito no consultório através da injeção da substância em pontos escolhidos de acordo com cada paciente.

Não. O efeito será percebido após 48hs da aplicação da Toxina Botulínica. Com 15 dias atingirá o seu efeito máximo.

Não. Avaliaremos a real indicação do tratamento assim como a expectativa de resultado de cada paciente com o tratamento com a Toxina Botulínica. O congelamento das expressões pode ser feito com o bloqueio total dos movimentos, mas apenas se for solicitado pelo (a) paciente. Hoje em dia as mulheres solicitam resultados discretos e muitas vezes apenas o arqueamento das sobrancelhas.

Não. Pode-se voltar ao trabalho imediatamente, porém nas 4 horas seguintes não deve deitar-se, fazer exercícios físicos ou massajar o local.

Não. Após a aplicação é comum existirem pequenos nódulos nos pontos onde foi injetada a Toxina Botulínica, que desaparecem após alguns minutos. Pequenos hematomas da aplicação também podem ocorrer como em todo o procedimento que envolve o uso de agulhas.

A realização da aplicação da Toxina Botulínica dura, em média, 10 minutos. No entanto, os primeiros resultados só serão percebidos pelo paciente após 48 horas da aplicação, aumentando sua ação em cerca de duas semanas. O efeito irá durar em torno de 3 a 6 meses, dependendo do sexo, prática de atividade física, idade, força muscular.

Após 15 dias é importante que o paciente retorne à clínica para que o profissional responsável faça uma avaliação e verifique a necessidade de complementações ou ajustes.

O termo “Toxina Botulínica Preventiva” ganhou bastante espaço recentemente com mulheres mais novas optando pela realização do tratamento. Essa prática refere-se à aplicação da substância em pessoas que ainda não tem marcas de expressão profundas.

O tratamento, nesses casos, é usado para prevenir o surgimento das rugas dinâmicas. Uma vez que evita a contração muscular em pontos específicos da face nos quais foi aplicada, a substância ajuda a manter uma aparência mais jovial por mais tempo.

Antigamente, a técnica era quase sempre focada em corrigir efeitos da ação do envelhecimento, sendo realizada por mulheres na faixa etária dos 40 anos, em média. Devido à opção de adotar a técnica cada vez mais cedo, também surgiu o termo que se refere a quem se submete ao tratamento, já com rugas dinâmicas mais marcadas, chamado então de Toxina Botulínica Corretiva. Nesses casos, o tratamento ajuda a amenizar as rugas e marcas de expressão já existentes e é direcionado para pessoas mais velhas ou com maior predisposição para o surgimento de rugas.

Com a difusão da aplicação da Toxina Botulínica preventiva tornou-se mais comum que a técnica seja usada por mulheres mais novas. Dessa forma, o recurso pode ser usado a partir dos 25 anos desde que haja consciência quanto aos resultados obtidos em cada faixa etária. Destaca-se que nos tratamentos preventivos os efeitos são menos percetíveis, pois a técnica não estará a ajudar a amenizar um problema, mas a evitar que ele apareça.

Assim como procedimentos com outros medicamentos, o uso da Toxina Botulínica não é recomendado para pacientes que tenham alguma alergia a qualquer componente da fórmula. A técnica é contraindicada para mulheres grávidas ou lactantes. Algumas condições também fazem com que a substância não deva ser usada, como portadores de doenças neuromusculares, imunológicas e coagulopatias, mesmo quando a patologia esteja ser tratada. A presença de alguma infeção ou inflamação no local da aplicação também contraindica o uso, como uma dermatite ou psoríase.

A toxina botulínica é uma proteína produzida pela bactéria Clostridium Botulinum, a mesma responsável pela doença botulismo. Para o uso estético, a substância é purificada e industrializada, tendo efeitos apenas para relaxar a musculatura. Quando a toxina botulínica é injetada nas rugas dinâmicas, ela atua como um bloqueador neuromuscular e impede a transmissão de estímulos dos neurónios para os músculos, o que evita, parcial ou totalmente, a contração muscular. Sem a contração da musculatura facial as rugas dinâmicas não se formam e fazem com que o rosto não fique com um aspeto marcado.

A aplicação da Toxina Botulínica vai gerar melhores resultados nas regiões da face com uma grande atividade muscular, com a formação de linhas de expressão. Entre os locais mais recomendados para aplicação estão a testa (frontal), espaço entre as sobrancelhas (glabela), região logo acima das sobrancelhas, lateral dos olhos, e queixo (área do mento).

A Toxina Botulínica visa o relaxamento da musculatura para amenizar as rugas e expressões faciais. Já o ácido Hialurônico é utilizado para dar volume (preencher) nos locais onde é aplicado.

Um receio frequente das pacientes é quanto à ocorrência de deformações na face em decorrência do uso da substância, mas esse tipo de problema é incomum. O que pode acontecer é a formação de edemas (inchaço) nos primeiros dias após a aplicação, mas mesmo essa ocorrência é rara e desaparece em pouco tempo. Quando a aplicação é realizada por um profissional não qualificado, pode causar assimetria na face, como diferenças de altura das sobrancelhas, queda das pálpebras, paralisias faciais transitórias e incontinência dos lábios.

Essas ocorrências estão relacionadas com a má administração da substância, o que pode ocorrer em qualquer espécie de tratamento quando o profissional não é qualificado.

Por se tratar de um complexo proteico, a Toxina Botulínica pode causar uma reação alérgica, ainda que a ocorrência seja bastante incomum. Devido a essa possibilidade é importante que o paciente converse previamente com o especialista e informe o histórico de alergias.

Em geral, quando o tratamento é realizado a utilizar a substância em quantidades adequadas e nos intervalos determinados pelo especialista, a ação mantém-se com certa uniformidade. No entanto, existem casos de diminuição dos efeitos principalmente quando o paciente realiza aplicações rotineiramente e em quantidades consideráveis.

Continua com dúvidas? Fale connosco!